.

.

Seleccione Linguagem

Hexagrama 40. Hsieh/Liberação


                                                                   Liberte-se!

                                 As amarras estão, finalmente, sendo jogadas fora.

Neste hexagrama, o movimento é para cima, afastando-se do perigo e das obstruções.

O perigo tanto pode se referir a uma situação externa quanto a uma interna.

Receber este hexagrama pode indicar que a situação está mudando para melhor e que precisamos nos aquietar internamente. Ou pode também significar que devemos prestar atenção às mudanças que precisam ser feitas em nossas atitudes para que, assim, a libertação aconteça.

Flexibilidade é uma qualidade fundamental para quem quer operar mudanças no seu comportamento. Sem essa maleabilidade, a libertação torna-se bem mais difícil. Ser  inflexível, na maioria das vezes, é sinônimo de arrogância. Se estamos certos numa dada situação, e sentimos orgulho disso, estamos sendo extremamente arrogantes e jogamos a modéstia na lata do lixo. Ao adotarmos esse comportamento, perdemos a ajuda do Sábio.

Depois que as coisas melhoram, não devemos tripudiar em cima de quem ainda não teve a mesma sorte. Pelo contrário. Depois da bonança, não é hora de relaxar e deitar sobre os próprios louros, mas sim de trabalhar mais duro. Devemos permanecer atentos e firmes na nossa independência interior. Preservar a modéstia é fundamental, assim como nos libertarmos de antigas maneiras de resolver os problemas e encarar as situações.

O I Ching nos aconselha a nos libertar do "dedo grande do pé". O que isso significa?

Que devemos deixar de lado velhos padrões, nos desapegar das maneiras pelas quais resolvíamos as coisas. Os problemas só podem ser resolvidos quando nos desligamos deles e deixamos os acontecimentos se desenrolarem naturalmente. Devemos esquecer a dependência de metas e objetivos traçados linha a linha. Eles não nos levarão ao ponto desejado.

(Texto de Wu Fang)

2 comentários:

Mariel Chan disse...

Acho sua interpretaçao e uma das melhores que encontrei.

Valci Barreto disse...

Sua interpretação foi no cerne da questão. Esclareceu o que o I Ching já havia me dito. Se eu pudesse contar minha situação..... Vc concordaria em dizer que o I Ching é, de fato, infalível.

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog